Dia 10 – Um novo normal pós-crise – Vivendo em uma pandemia

Dia 10 – Um novo normal pós-crise – Vivendo em uma pandemia

Dia 10 – Um novo normal pós-crise – Vivendo em uma pandemia

Em casa, aos poucos vamos implantando uma rotina. Cuido do ferramental e descarte (lavo as louças e lixo). Minha esposa atua nos suprimentos e produção. Meu filho foi afastado da função anterior (já quebrou dois copos e teve pequenos cortes). Atua na logística, transportes e departamento de comunicação. Minha filha cuida das relações internacionais e mantêm contato diário com o Netflix. Busca inovações e melhores práticas. Cumpre com louvor o que é determinado.

Na empresa, somos agora 100% home office. O uso de plataformas em nuvem no financeiro (Conta Azul), atendimento (Zendesk), desenvolvimento (MS Azure e outras), Comercial (Pipedrive) e as diversas formas de comunicação nos permite manter total controle da operação ByDoor em todo o país. Tudo isto nos permite um novo desafio: implantar um novo condomínio em 72 horas. Nosso novo propósito é evitar uma contaminação e assim impactar milhares de pessoas.

Na sindicância, em caráter emergencial, aprovamos junto ao conselho nosso Plano Marçal (trocadilho imbecil do Plano Marshall e o mês de março). Aprovamos e divulgamos a ata da reunião feita de forma virtual. Isto foge aos ritos, mas em situação de calamidade pública é o que nos resta fazer. Vai prevalecer o bom senso. Daremos descontos regressivos, de 30% a 10%, nas taxas de condomínio nos próximos 3 meses. Fundo de reserva será usado para despesas ordinárias. Vamos sangrar nosso caixa agora e repor em 2021 quando espero já estarmos voando de novo.

Enfim, pego aqui um termo que aprendi com Arthur Igreja: viveremos um novo normal pós crise. Será que precisamos de 250 mts de escritório? Para quê despejar nas vias públicas nosso pessoal? Evitar poluição e engarrafamento é tornar a cidade mais inteligente. Por que eu não continuar o descarte do lixo e preparo do “ferramental”? São reflexões que nos levarão, quem sabe, a um mundo mais racional e menos consumista. Um mundo mais solidário, prático e produtivo.

Seguimos compartilhando boas práticas, histórias e depoimentos em nosso blog por acreditar que a troca de informações é crucial em tempos de guerra. Coréia do Sul e Singapura são boas referências para o enfrentamento da crise. Agora vamos ver o que o Japão fará.

Leonardo Diniz Mascarenhas
Soldado Aprendiz.

Meus agradecimentos:

Wilson Vespasiano Júnior
Rose Stuart
Maurício Zanon
Fred Antunes
Flávio Pierobon
Alexsandro Primo
Tadeu Rodrigues Nascimento
Gustavo Aquino
Adv Fábio Barletta

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *