5 dicas infalíveis para economizar na reforma do prédio

Quem não pensa mais de 2 vezes antes de entrar em uma reforma? Provavelmente a principal preocupação seja em relação aos altos gastos. Mas fique tranquilo, temos dicas eficazes para você economizar na reforma.

\n\n

Com um bom planejamento e as ações certas, é possível minimizar a possibilidade de um estouro barulhento no orçamento, afinal de nada adianta começar a reformar algo no prédio e não poder terminar.

\n\n

Imagine os moradores passando pela reforma inacabada e dizendo: “este síndico começou a reedificar e não pôde finalizar”. Porém com nossas 5 dicas preciosas, isso não vai acontecer!

\n\n

1. Planeje com inteligência

\n\n

Pode parecer simples, mas é justamente a falta de planejamento que causa grandes problemas. 

\n\n

Sente-se e anote todo o material e toda a mão de obra que será necessária para cada cômodo.

\n\n

Separe a obra por cômodos e defina as etapas, ou seja, o que será feito em cada momento do processo. Este planejamento te fornecerá uma lista de tudo o que você deverá orçar. Não fique apenas estimando os preços dos materiais e mão de obra, conheça realmente os números.

\n\n

Por fim, adicione uma reserva de emergência de pelo menos 10% sobre valor total da obra. Esta atitude pode evitar uma grande dor de cabeça durante o andamento da reforma. 

\n\n

2. Siga o planejamento até o fim

\n\n

Não adianta colocar tudo em planilhas e depois sair improvisando. Se decidir alterar o projeto durante sua execução, sente-se para planejar novamente. Uma alteração mal pensada pode custar o sucesso da empreitada. 

\n\n

Acompanhe as etapas e cobre os funcionários a respeito da pontualidade na entrega das obras: quando se trata de reparos, mais uma vez tempo é dinheiro.

\n\n

3. Contrate profissionais capacitados

\n\n

Obter um aval técnico é sempre importante, primeiro por motivos de segurança e depois para garantir a própria economia do projeto.

\n\n

Assim como o regulamento do condomínio não pode proibir animais de estimação no prédio, nenhuma reforma estrutural pode abster-se de uma análise técnica adequada. 

\n\n

A contratação de um bom engenheiro ou arquiteto é fundamental, a fim de evitar que o um serviço precise ser refeito, o que prejudica o orçamento.

\n\n

4. Reutilize o que puder para economizar na reforma

\n\n

Neste caso o engenheiro ou arquiteto também podem ser decisivos. Muitos dos materiais que saírem de um cômodo poderão ser reutilizados em outro, explore esta possibilidade e aproveite a experiência do profissional contratado nesse sentido.

\n\n

Talvez você possa reaproveitar um revestimento retirado em boas condições, ou, ainda, armários e portas (mesmo que se faça uma pequena restauração) poderão ser muito úteis em outros locais do prédio.

\n\n

5. Negocie boas formas de pagamento

\n\n

Aproveite o planejamento que você realizou para negociar, realizando assim uma boa administração no condomínio.

\n\n

Se for comprar uma grande quantidade de algum tipo de material ou pagar à vista, peça desconto. 

\n\n

No momento certo de comprar, procure por promoções e realize diversos orçamentos, a diferença de preço entre fornecedores pode ser significativa.

\n\n

O mesmo vale para a mão de obra, negocie pagar de acordo com a produtividade, o objetivo é não vir a pagar por um serviço que não será terminado.

\n\n

Lembre-se, nem sempre o mais barato é melhor. Às vezes uma equipe que cobra menos pela mão de obra pode demorar demais, assim você economizaria com uma equipe que cobrasse mais, porém fosse mais eficiente também.

\n\n

Vale ainda dizer que um software para gestão de condomínios pode otimizar muito todo este processo, de preferência no que tange à organização das finanças do prédio.

\n\n

Se você gostou de nossas dicas para economizar na reforma, aproveite também para seguir nossa conta no Twitter e curtir nossa Página no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *